APIAM
20
Newsletter
Dezembro 2017
 

EDITORIAL

BEM VINDOS

 
Neste final de ano, damos nota de que os últimos dados disponíveis na APIAM mostram uma tendência positiva do consumo de água mineral natural e de nascente em Portugal, o qual continua a registar um crescimento sustentado, assente no comportamento dos consumidores cada vez mais marcado por preocupações relacionadas com uma alimentação mais saudável e equilibrada.

É neste contexto que a APIAM irá subscrever um protocolo de colaboração e parceria com o Ministério da Saúde e com as autoridades sanitárias competentes, em programas, iniciativas, campanhas que ajudem a promover objectivos de saúde pública, em que se mostra relevante o contributo das águas minerais e de nascente, enquanto opção de hidratação com águas de origem portuguesa e 100% naturais.
 
Noutro plano, temos de sublinhar muito positivamente a resposta de muitas empresas do sector ao apelo das autoridades de saúde para as populações beberem água engarrafada, quando no dia 17 de Junho começou o incêndio de Pedrogão Grande que veio a ter proporções trágicas. 
 
Fizeram-no, solidaria e gratuitamente, por imperativo ético e de cidadania mas também contribuíram para reforçar a afirmação do sector das águas minerais naturais e de nascente engarrafadas como estratégico face a cenários limite no âmbito de desastres naturais, situações de emergência ou a ocorrências episódicas de situações de ruptura ou de forte insuficiência de abastecimentos públicos.
 
A propósito da situação de seca com que o país se confronta é importante referir que até ao momento as empresas associadas não fizeram eco de anomalias ou descontinuidades no funcionamento das captações, nem de nenhuma insuficiência actual ou previsível quanto ao abastecimento das mesmas captações. 

É relevante lembrar que a generalidade dos aquíferos do sector tem origem em águas profundas e protegidas que não são afectadas em quantidade (caudal) e qualidade (pureza original) por situações de natureza mais conjuntural e que as empresas do sector fazem, de forma sistemática, uma gestão parcimoniosa, adequada e tecnicamente sustentada dos seus recursos naturais. Para o efeito são apoiadas por directores técnicos, profissionais de geologia altamente qualificados que permitem o acompanhamento científico do equilíbrio natural dos aquíferos.

A todos votos de Bom Natal e excelente ano novo.

Nuno Pinto de Magalhães
Presidente da APIAM

APIAM - Associação Portuguesa dos Industriais de Águas Minerais Naturais e de Nascente
Av. Miguel Bombarda, nº 110, 2º Dto, 1050-167 Lisboa · Tel: +351 217940574 / 75 · Fax: +351 217938233 · Email: apiam@netcabo.pt